A

Jacques Fux, Lourenço Cazarré e Ricardo Hofstetter estão entre os finalistas do Barco a Vapor 2016

Barco a Vapor em 15/set/2016
BARCO A VAPOR FUNDAÇÃO SM JACQUES FUX LITERATURA INFANTOJUVENIL RICARDO HOFSTETTER

Realizado pela Fundação SM, o Prêmio Literário Barco a Vapor de Literatura Infantil e Juvenil, que tem como objetivo revelar novos autores e estimular a criação literária nacional, revelou nessa quarta-feira (14) os finalistas da sua 12ª edição:

  • A coisa brutamontes, de Renata Penzani;
  • As andanças do Sapato Serafim, de June Saraiva Meireles;
  • Cachorrada, de João Basílio Costa e Paula;
  • Deslumbres e assombros de uma jornada fabulosa , de Lucas Carvalho;
  • João e o Vulcão Verde, de Guilherme Semionato Silva Alves;
  • 11 trabalhos de Borges, de Jacques Fux;
  • Operação parquinho, de Stella Hadassa Ferreira França;
  • Os filhos do deserto combatem na solidão, de Lourenço Cazarré;
  • Os pescadores de nuvens, de Ana do Vale Lázaro, e Texting – vale o escrito, de Ricardo Hofstetter.

Na edição passada, o prêmio consagrou O vento de Olab, de João Luiz Guimarães. O vencedor deste ano, que levará para casa um prêmio no valor de R$ 40 mil, será conhecido no dia 27.